Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

E o Economista Sou Eu

E o Economista Sou Eu

O que são Depósito à Ordem?

Depositos a Ordem.png

 

Um depósito à ordem é um contrato em que o depositante coloca uma quantidade de dinheiro numa conta bancária em que tem a possibilidade de a qualquer momento levantar ou efetuar pagamentos por via de transferências ou utilizando os pagamentos nos terminais de pagamento automático.

O banco compromete-se em guardar aquele dinheiro, exigindo em troca o pagamento de comissões associadas à manutenção da conta e comissões associadas aos cartões de débito (os usualmente chamados cartão multibanco).

Por vezes, os bancos pagam ao cliente uma pequena taxa de juro pelos montantes depositados.

Qual o interesse dos bancos neste negócio?

 

Para além de receberem comissões associadas à manutenção das contas e às anuidades dos cartões, a fatia de leão prende-se com a possibilidade de os bancos utilizarem o dinheiro depositados em contas à ordem em aplicações que lhe permitem obter juros bem superiores aos pagos aos clientes.

Na verdade, se, por um lado, a conta individual de cada pessoa é extremamente volátil a soma de milhares de clientes torna o stock de todas as contas à ordem uma variável relativamente controlada.

Por exemplo, se um cliente tem na sua conta à ordem 1000, facilmente essa conta pode cair em 50% se, por exemplo, o cliente comprar uma TV, smartphone ou máquina- fotográfica. Já se o banco tiver 5 mil milhões de euros, é bastante improvável que no dia seguinte tenha apenas metade desse montante depositado.

 

Mais sobre mim

foto do autor

E-mail:

eoeconomistasoueu@gmail.com

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Também estamos aqui:

Follow
Todos os conteúdos presentes neste blogue são propriedade de eoeconomistasoueu.blogs.sapo.pt salvo indicação em contrário.

Pesquisar